sexta-feira, 5 de março de 2010

Cansamos de morrer





Quando o dia acabar, onde o meu espírito vai estar?

Você diz continue, você diz à esquerda.

Pra onde vou?
Janelas abertas, portas fechadas.
É só um detalhe.
Quem será o herói agora?

Nesse novo século?
Vou te dizer pra ir embora agora, neste novo século...
E tenho que te contar, você é um fantasma.
Veja a face pálida da morte, estampada no seu rosto e continue.

E o que vamos fazer agora?
Vamos continuar?
E se eu te disser que é outro século.
Anos de fúria, anos de frio, nossos anos.

Vamos esquecer. Cansamos de morrer.

3 comentários:

Rafael disse...

Dificilmente vou ver o sentido das palavras de um jeito tão amplo quanto o seu; dando uma olhada geral nas coisas que voce escreveu, seu talento para a escrita é indiscutível

Eu olho para a imagem e fico lendo e relendo o que voce escreveu.. quase consigo me sentir no meio da poesia. Muito bom mesmo, parabéns '-'

Anônimo disse...

Raphael:

Nossa, perturbador...

Não sei se a foto te inspirou ou se foi o contrário. Só sei que juntas passam uma sensação muito forte.

Parabéns!

Bjo

Anônimo disse...

Lindo Ju!

Uma das suas melhores, com certeza. Beijos de quem te ama!

By: Joci