quinta-feira, 24 de junho de 2010

Todo mundo tem um amigo Pedro








Velhas cartas amassadas na caixa;
O terno de sempre e o sapato de todo dia.

A cara funebre e desleixada no espelho;
e se queixa do inferno.

Ah meu pobre amigo, acorda! São sete horas!
Veja lá fora, a vida é azul com um toque de loucura.
Desperte seu coração para a realidade, e abra os olhos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Raphael:

Nossa, Raul Seixas te inspira muito!!

Eu queria ter um pouquinho da criatividade que vc tem! Que inveja!

Bjos

Valentine disse...

oh, eu não tenho o.o